terça-feira, 9 de março de 2010

Jabras- Híbrido Nacional de Abóbora Tetsukabuto


ORIGEM
'Jabras' é um híbrido F1 interespecífico de abóbora, obtido do cruzamento entre uma linhagem de Cucurbita maxima e outra linhagem de C. moschata, ambas desenvolvida na Embrapa Hortaliças.




  • CARACTERÍSTICAS

  • O híbrido possui hábito de crescimento prostrado, indeterminado e vigoroso, apresentando ramas médias, com boa cobertura de flores femininas. Seu florescimento inicia-se, em geral, aos 35-45 dias após o plantio. Os frutos são de formato arredondado, casca verde-escura brilhante, pouca rugosidade, e peso médio de 2,0 kg podendo atingir cerca de 3,0 kg. A polpa dos frutos é amarela-alaranjada, com 2,7 cm de espessura média. O híbrido Jabras apresenta boa uniformidade de concentração de maturação, sendo a colheita realizada em torno de 90-110 dias após o plantio.




  • PRODUTIVIDADE

  • Em condições experimentais, 'Jabras' tem produzido de 12 a 23 t/ha de frutos em cultivo de polinização natural, com abelhas, e de 25 a 35 t/ha com uso de fitoreguladores de crescimento, substituindo a polinização natural e produzindo frutos partenocárpicos (sem sementes).




  • RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

  • O sistema de produção recomendado para 'Jabras' é o mesmo normalmente adotado para os outros híbridos interespecíficos existentes no mercado. O híbrido Jabras foi avaliado e indicado para cultivo nas principais áreas produtoras de abóbora híbrida dos estados da BA, DF, ES, GO, MG e SP, evitando-se o plantio em regiões e épocas em que ocorrem geadas. Em regiões mais quentes, pode-se realizar a semeadura o ano todo. Os espaçamentos mais utilizados são 2x2 m e 2,5x2,5 m. O plantio é feito em semeadura direta, colocando 1-2 sementes por cova, a cerca de 2 cm de profundidade, ou por transplantio de mudas. Neste caso, semear em bandejas de 72 células, e transplantar 12-15 dias após a semeadura




  • FRUTIFICAÇÃO SEXUADA

  • Para a polinização natural ou frutificação com pólen (sexuada), fazer o plantio intercalado de uma fileira de cultivar polinizadora a cada quatro fileiras do híbrido, 15 a 21 dias antes da sua semeadura. Pode-se utilizar as cultivares Coroa, Canhão ou Menina Brasileira como polinizadoras. E' importante a presença das abelhas como agentes polinizadores para pegamento dos frutos.




  • FRUTIFICAÇÃO ASSEXUADA

  • Pode-se também promover a frutificação assexuada (partenocárpica) com o uso de fitoreguladores de crescimento, pulverizando-se diariamente um jato rápido (2 ml) de 2,4 D no interior das flores femininas abertas durante a manhã, no período 6 às 11 horas. A dosagem recomendada do produto é 200 mg/L ou seja, uma solução preparada de 1 ml em 5 litros de água. Esta prática dispensa o plantio de plantas polinizadoras e a presença de abelhas. 
    A Embrapa Hortaliças dispõe de maiores informações sobre polinização e frutificação de abóbora (Comunicado técnico nº 12,



    PESQUISE OUTROS LINKS












    Nenhum comentário:

    Postar um comentário