sábado, 29 de maio de 2010

CULTURA DA ACELGA


Caracteristicas Gerais

A acelga (Beta vulgaris var. cicla) é uma planta bianual de ciclo longo pertencente à família Quenopodiáceas, tem como parte comestível às folhas cuja coloração é variável (de verde escuro à verde claro) que são ovaladas com as bordas encouraçadas, para que ocorra a formação de flores é necessário que a planta passe por um período de temperaturas baixas. O fruto contem de 3 a 4 sementes muito pequenas.

Família: Quenopodiáceas

Espécie: Beta vulgaris var. cicla.

Planta: A acelga é uma planta bianual, de ciclo longo, que não forma raiz ou fruto comestível. Sistema radicular: Possui raiz fibrosa e bastante profunda.

Folhas: Constituem na parte comestível, são grandes de forma ovalada com as bordas encouraçadas, a coloração varia, segundo as variedades, entre verde escuro e verde claro. Os pecíolos podem ser de cor creme ou branco.

Flores: Para que ocorra a floração é necessário que a planta passe por um período de temperaturas baixas. A inflorescência é composta por uma grande panícula, que pode atingir 1,20m. As flores são hermafroditas podendo aparecer isoladas ou em grupos de duas ou três. O cálice possui coloração esverdeada e é composto por 5 sépalas e 5 pétalas.

Fruto: As sementes são muito pequenas e estão encerradas em um pequeno fruto, que é comumente chamado de semente. Cada fruto contem de 3 a 4 sementes.

Hortaliça que possui como centro de origem a região do Mediterrâneo e Ilhas Canárias (Vavilov, 1951). As primeiras referências registram seu cultivo pelos gregos cerca de 500 anos a.C., sendo um alimento básico para a nutrição humana por muito tempo. Desde a Europa, a acelga tem sido levada a diversos países do mundo e na atualidade apresenta uma ampla difusão, especialmente na América e na Ásia.

Caracteristicas da Espécie

A acelga é uma planta de clima temperado. Desenvolve-se com temperaturas que são compreendidas entre um mínimo de 6º C e um máximo de 27º a 33º C, sendo mais favorável variando entre 15º e 25º C. As temperaturas de germinação estão entre 5º C de mínimo e 30º a 35º C de máxima, sendo mais favorável variando entre 18º e 22º C. Em algumas regiões tropicais e subtropicais seu desenvolvido é bom, contanto que seja cultivada em áreas altas e, nestas situações, pode se comportar como uma planta perene, devido à ausência de inverno definido nestas regiões. Necessita de solos com consistência media, se desenvolve melhor em solos com texturas mais argilosas. Requer solos profundos, com grande poder de absorção e ricos em matéria orgânica. Suporta muito bem solos salinos, resiste bem a presença de cloretos e sulfatos, mas não muito a carbonato de sódio. Requer solos alcalinos, com um pH ótimo de 7,2, tolerando solos com pH variando de 5,5 a 8, mas não tolera os solos ácidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário