CENOURA

BONSAI

CEBOLA

ALFACE

A Cultura do Agrião


A Cultura do Agrião

Agrião


De folhas verdes e pequenas, o agrião é muito nutritivo,tem boa demanda e custo baixo

O agrião saiu da região Sudeste da Ásia para o continente europeu há vários séculos. De lá, espalhou-se para o mundo, tornando-se figurinha fácil nos canteiros brasileiros.

De folhas pequenas e verde-escuras, a hortaliça é uma excelente opção para enriquecer saladas. Com baixo teor calórico, o agrião é também fonte de provitamina A (especialmente betacaroteno), possui grande quantidade de vitamina C, vitaminas do complexo B e sais minerais. O talo crocante tem ainda alto teor de iodo. Para completar, as folhas apresentam um sabor picante, mas suave, que estimula o apetite.

Propriedades medicinais não faltam ao agrião. A hortaliça faz bem para o fígado, é diurética e recomendada para diabéticos. Além disso, o agrião combate o ácido úrico, tuberculose, raquitismo, formação de pedra nos rins e efeitos tóxicos da nicotina. O suco de agrião fervido com leite é expectorante e, se misturado com mel, ajuda a aliviar a bronquite.

A hortaliça vai bem em locais com temperaturas que variam de 12 a 20 graus durante a noite. Nessas condições, chega a crescer naturalmente como planta selvagem. De outro lado, em regiões muito quentes, o florescimento pode ser induzido precocemente, o que prejudica seu crescimento e qualidade.

Mais popular por aqui são as variedades chamadas de "agrião de água", sobretudo aquelas que pertencem ao grupo de folhas largas. Os brasileiros também costumam consumir muito o agrião de terra seca, variedade algumas vezes preferida como broto.

Como é uma planta rústica e resistente, o agrião é fácil de cultivar. Porém, precisa de muita água limpa disponível. E, embora seja uma hortaliça que agrade bastante, é bom se assegurar sobre a existência de um mercado consumidor na vizinhança da plantação.

Raio X

Solo: argiloso, úmido e rico em matéria orgânica
Clima: ameno, com temperatura noturna entre 12 e 20 graus
Área: pode ser produzido até em caixotes com 25 cm de altura
Colheita: dois meses após o plantio
Custos: dez gramas de sementes a sete reais

Mãos à obra

A hortaliça se adapta muito bem em locais com temperaturas que variam de 12 a 20 graus durante a noite

Início - O plantio de agrião é feito por meio de sementes. Elas podem ser compradas em diversos locais como supermercados, cooperativas e lojas de produtos agropecuários. Para começar o cultivo, coloque as sementes em covas pequenas, abertas no local definitivo.
Espaçamento - As medidas indicadas para o cultivo do agrião são de 20 centímetros entre plantas e 25 entre linhas. Caixotes com 25 centímetros de altura podem ser utilizados como uma alternativa para áreas pequenas. Porém, a profundidade das covas deve ser sempre de um centímetro.
Terreno - Os mais adequados para o plantio de agrião são os que têm como característica umidade e argiloso, com muita matéria orgânica e pH entre 6 e 6,8. Avalie o teor de acidez por meio da análise do solo.
Cuidados - A irrigação deve ser feita diariamente. Se necessário, mais de uma vez por dia. Evite concorrência por água e nutrientes com a eliminação de ervas daninhas no local. Assim que as plantinhas apresentarem ramas de cinco centímetros, é hora de realizar o raleamento. Em cada cova, é bom deixar de três a quatro plantas.
Colheita - Após cerca de dois meses do plantio, o agrião já pode ser colhido. Antes, verifique se as folhas estão desenvolvidas e tenras. É possível fazer de três a quatro cortes, com intervalos de um mês.
Hidroponia - Algumas propriedades utilizam o sistema de hidroponia. O plantio é feito em solução nutritiva, mas tem custo alto. Um maço chega a oscilar entre 35 e 40 centavos, valor que cai pela metade quando a hortaliça é originada de cultivo em campo aberto. Um pacote de dez gramas de sementes de agrião custa, em média, sete reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário