quinta-feira, 13 de março de 2014

Caracteristicas do Almeirão



Almeirão


Benefícios:
- Boa fonte de fósforo e ferro
- Fornece vitaminas A,C e do complexo B
O almeirão, conhecido em alguns locais como chicória amarga, é uma hortaliça do tipo folha, de sabor amargo, originária da Europa Mediterrânea. Em algumas regiões do Brasil, cresce naturalmente uma variedade chamada de almeirão do mato, muito apreciado por ter sabor menos amargo. O almeirão é uma Asteraceae, a mesma família da chicória, alface, dente-de-leão e serralha. Fornece vitaminas A, C e do complexo B, além de ser boa fonte de fósforo e ferro.
Quando for comprar almeirão escolha os maços com cuidado, sem amassá-los e sem rasgar as folhas. Deixe para comprar o almeirão por último, assim evita-se que as folhas sejam danificadas no fundo do carrinho pelas outras compras. As folhas devem estar verdes, firmes, sem sinais de murchamento e sem pontos escuros. Folhas com início de amarelecimento são velhas e não têm boa qualidade. Compre o almeirão na forma minimamente processada (ou seja, já lavado, picado e embalado) somente se o produto estiver sob refrigeração. Verifique o prazo de validade e coloque-o em geladeira logo ao chegar em casa com as compras. Os melhores preços são alcançados de julho a outubro.
O almeirão, como a maioria das hortaliças de folha, estraga-se rapidamente, murchando e amarelecendo depois de colhido. Por isto, compre somente o necessário para consumo imediato, e tenha sempre o produto fresco para consumo. O almeirão pode ser mantido por até três dias na geladeira. Lave e escorra bem a água das folhas e acondicione em saco de plástico próprio para alimentos ou em vasilha de plástico tampada. Em condição ambiente, as folhas devem ser mantidas com a parte de baixo numa vasilha com água, e em lugar fresco; mesmo assim a durabilidade será menor que um dia.
O almeirão pode substituir hortaliças como a couve, o espinafre e a chicória, no preparo de pratos quentes ou em saladas. As folhas inteiras ou rasgadas são refogadas em óleo de cozinha ou azeite, e temperadas com sal, alho e pimenta a gosto. Também pode ser preparado com feijão, arroz, grão-de-bico, soja, lentilha e como recheio de bolinhos, tortas e sanduíches.
As folhas podem ser consumidas cruas em saladas, picadas bem fininhas e temperadas a gosto. Neste caso, lave-as antes em água corrente, deixe-as de molho por 20 minutos em 1 litro de água filtrada misturada à uma colher (sopa) de água sanitária, em seguida enxágüe em água filtrada. No lugar da água sanitária, também pode-se usar produtos específicos para higienização de hortaliças, vendidos nos supermercados na forma de pastilhas. Neste caso, siga as instruções do fabricante contidas na embalagem do produto.
DICAS
- O almeirão é um ótimo acompanhamento para carne assada, lingüiça e aves;
- O almeirão roxo, raro no mercado das cidades grandes, é menos amargo que o almeirão verde e pode ser consumido cru em saladas ou refogado;
- Temperos que combinam; azeite, cebola, alho, pimenta, vinagre, limão, cheiro-verde.

ALMEIRÃO: Plantas Que Curam.

 
Originário da Europa o almeirão é cultivado em todo o mundo, tanto para a alimentação humana, como de animais. Embora pertença à mesma família da chicória comum, elas são plantas que diferem na forma, no sabor e na quantidade das propriedades. O almeirão tem folha lisa, comprida e estreita, de cor verde. "A confusão é que no nordeste a chicória e o almeirão são consideradas as mesmas verduras. Já no sudeste, são diferentes", explica Vanderli Marchiori, nutricionista, fitoterapeuta e diretora da Associação Paulista de Nutrição.

O almeirão é fonte de vitamias E e A, ferro, muita fibra e pequena quantidade de cálcio. Além de ácido fólico, "muito útil para mulher na idade fértil e durante a gestação, pois auxilia na boa formação do tubo neural do bebê", afirma a nutricionista.

Essa verdura é usada em tratamentos do fígado, vesícula biliar e baço, pois ajuda a liberar o excesso de gordura, fumo e álcool. "Ele estimula a função hepática, principalmente a desintoxicação do fígado feita pelo componente que dá o sabor amargo", afirma. Como a icterícia é provocada pelo mal funcionamento do fígado, a verdura também é recomendada no processo de cura dessa doença.

Outro papel funcional do almeirão é em relação ao colesterol. "O consumo frequente auxilia na diminuição das taxas de colesterol. Isso já comprovado com a chicória", diz. "Como a grande maioria das verduras, o almeirão melhora o movimento intestinal. É bom pra quem tem prisão de ventre", completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário