quinta-feira, 13 de março de 2014

Cultura do Almeirão




O Almeirão (Cichorium intybusL.) é uma planta herbácea, de ciclo anual e que atinge ao redor de 50 centímetros de altura. Sua raiz é longa e tem formato cônico. Suas folhas são verdes, de superfície lisa recoberta de pêlos e desenvolvem-se formando uma roseta próxima ao solo. Os capítulos azuis, compostos apenas de flores liguladas, formam-se na axila das folhas. O fruto é do tipo aquênio. Toda a planta é rica em vasos laticíferos.
O Almeirão (Cichorium intybusL.) é uma planta herbácea, de ciclo anual e que atinge ao redor de 50 centímetros de altura. Sua raiz é longa e tem formato cônico. Suas folhas são verdes, de superfície lisa recoberta de pêlos e desenvolvem-se formando uma roseta próxima ao solo. Os capítulos azuis, compostos apenas de flores liguladas, formam-se na axila das folhas. O fruto é do tipo aquênio. Toda a planta é rica em vasos laticíferos.
Veja mais Família: Asteraceae (Compositae)
Espécie: Cichorium intybusL.
Nomes Populares: chicória-amarga.
Planta: Planta herbácea, produtora de látex, de ciclo anual e que atinge ao redor de 50 centímetros de altura.
Sistema radicular: Sua raiz é longa, robusta, de formato cônico e sem muitas ramificações. Caule: Ereto, ramificado e anguloso.
Folhas: Suas folhas são verdes, de superfície lisa recoberta de pêlos, formato lanceolado, sésseis, bordo denteado e desenvolvem-se formando uma roseta próxima ao solo. Flores: São liguladas e estão agrupadas em inflorescência do tipo capítulo que surge na axila das folhas, apresentam cor azul.
Fruto: É do tipo aquênio.

almeirão

O almeirão é uma espécie de chicória ou endívia, da família das Asteraceae. Cichorium intybus L. é uma Asteraceae muito semelhante à chicória de quem se diferencia por possuir folhas mais alongadas, mais estreitas, recobertas por pelos e com sabor amargo mais pronunciado (Filgueira, 2000).
Camargo (1992) descreveu como as cultivares mais cultivadas: Folha Larga, Branco e Pão-de-Açúcar. Trani & Passos (1998) incluem também uma cultivar de folha dentada denominado Catalonha entre as mais cultivadas. Segundo Hangui* as cultivares Folha Larga, Pão-de-Açúcar e Catalonha são as mais cultivadas na região de Campinas. Segundo o Instituto de Economia Agrícola e a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, publicados por Camargo & Camargo (1999), a produção, produtividade e a área cultivada da 'Catalonha' são apresentadas separadamente das de almeirão.
Segundo esses autores, as áreas cultivadas com almeirão e com 'Catalonha', no estado de São Paulo, para o ano de 1998, foram respectivamente, de 960 e 546 hectares.
Embora do ponto de vista nutricional o almeirão seja superior à alface (Khathounian, 2001) por ser mais calórico e mais rico em proteínas, amido, fibras, cálcio, ferro e vitamina A, é uma das hortaliças menos estudadas no Brasil quanto ao comportamento das cultivares mais comercializadas.
Não foi encontrado, para as condições brasileiras, trabalho de pesquisa referente a almeirão na década de noventa. Os únicos trabalhos de pesquisa para almeirão mais recentes foram os de Matsumoto & Minami (1986) e Haag & Minami (1988) que estudaram no campo o comportamento da cultivar Folha Larga quanto ao espaçamento e nutrição mineral, respectivamente.
Não se conhece estudos sobre a possibilidade do cultivo dessa hortaliça sob cultivo protegido. Por outro lado, produtores de hortaliças sob cultivo protegido, devido a preços insatisfatórios obtidos com pimentão, pepino e tomate, têm procurado alternativas com preferência às hortaliças folhosas de ciclo mais curto, como rúcula, alface, chicória, entre outras. Além disso, a rotação de culturas constitui-se em importante sistema auxiliar no controle de algumas pragas e doenças que incidem em solanáceas e cucurbitáceas. Não se tem informação na região de Campinas sobre o desempenho do almeirão cultivado sob estufa agrícola no final do inverno e começo da primavera.

almeirão: Cultivo

Uma variedade de cultivo do almeirão é a branca Cichorium Intybus L.), conhecida pelo nome de chicória amarga. É muito amarga, de modo que o mais pertinente é cortar e esvaziar a extremidade do talo, pois é ali que se acumulam principalmente os componentes amargos. É claro que isto só se faz quando se quer prescindir de tais matérias amargas, que são precisamente as que excitam o apetite e aumentam a secreção biliar.
A indicação freqüente de lavar os talos e tirar-lhes o sabor amargo com água quente pode fazer com que o amargor se torne mais Pronunciado. O melhor é lavar os talos com água fria e deixar secar. O efeito da luz também aumenta esse forte sabor que leva à perda de suavidade das folhas. Os doentes da vesícula e do fígado devem consumir tanto quanto puderem de chicória.

Almeirão: Manejo

Melhores variedades: folha-larga e branco.
Época de plantio: março - setembro; nas zonas serranas: o ano todo.
Espaçamento: 25 x 10cm.
Sementes necessárias: no mínimo 2kg/ha.
Combate à erosão: canteiros em nível.
Adubação:
por metro quadrado: 8kg de composto; 200g de superfosfato simples; 20g de cloreto potássio;
em cobertura: 75g de sulfato de amônio, aos 15, 25 e 35 dias após a germinação, para a mesma unidade de área, 1/3- em cada aplicação.
Tratos culturais: escarificação; desbaste; irrigações freqüentes, por aspersão.
Combate à moléstias e pragas: insetos Malatol 50-E a 0,20%, ou Phosdrin a 0,15%;
fungos: Dithane M-45 a 0,20%; Manzate a 0,20%.
Época de colheita: 50 dias após o plantio, continuando por um período variável.
Produçãos normal: folhas: muito variável.
Melhor rotações: repolho-de-verão sabaúna, feijão-vagem e adubos verdes.
Observações: a cultura pode dar até oito cortes sucessivos. Aplicar o nitrogênio sempre em cobertura.

ALMEIRAO: Dados

O almeirão (Chicorium intybus) é uma hortaliça da mesma família da alface e da chicória. Suas folhas são cobertas por pelos e possuem sabor amargo pronunciado.
Informações Nutricionais
100 g contêm, em média:
Macrocomponentes Glicídios (g) 4
Proteínas (g) 1
Lipídios (g) 0
Fibras alimentares (g)
Vitaminas Vitamina A1 (mg) 263
Vitamina B1 (mg) 213
Vitamina B2 (mg) 120
Vitamina B3 (mg) 0
Vitamina C (mg) 11
Minerais Sódio (mg) 82
Potássio (mg) 371
Cálcio (mg) 70
Fósforo (mg) 23
Ferro (mg) 1
Conteúdo energético (kcal) 25
Como Comprar
As hortaliças devem estar verdes, limpas e sem marcas de insetos. Em geral, as folhas são mais tenras quando estão bem novas. Evite as folhas murchas, danificadas ou amareladas. Prefira as de tamanho médio.
Como Conservar
Conserve em geladeira, embrulhado em plástico transparente, por cinco a sete dias.
Como Consumir
Depois de bem lavado e picado, pode ser consumido cru (em saladas) ou refogado, sendo comum associá-lo com outras hortaliças, como a couve e a mostarda. 

)

Nenhum comentário:

Postar um comentário