sexta-feira, 5 de junho de 2015

Erva Doce (Anis)

anis_07 

Erva Doce (Anis)


(Pimpinella anisum)
Origem: Já era cultivada pelos egípcios em 1500 AC para alimento, bebida e remédio. Em outros tempos nativa no Mediterrâneo e Ásia Menor. Também cultivada no México.
Partes usadas: Sementes, folhas e bulbos.
Lendas e Mitos: Os romanos faziam com a pimpinela o MUSTACEUS, um bolo que era servido ao final dos banquetes (foi o precursor dos bolos de noiva condimentados); era tão preciosa na Antiguidade, que a Inglaterra pagava impostos sobre sua importação.
Características: Planta anual, de 30 a 35 cms de altura. Folhas verdes, as inferiores orbiculadas, as médias são penadas e as superiores são inteiras ou tripartidas. Flores em buquês brancos, com frutos ovóides, um pouco alongados.O plantio é de setembro a novembro. Gosta de clima ameno. Quando o objetivo do cultivo for as sementes, colher no verão, quando estiverem amarronzadas. As folhas podem ser colhidas à partir dos 15 cms. O anis é uma planta herbácea, originária da Grécia, Egito e OrienteMédio. Com o passar do tempo, espalharam suas sementes pelo mundo, de modo que hoje elas podem ser encontradas nos cinco continentes. Anual, com altura variando entre 30 e 75cm, tem caule ereto, oco e estriado. As flores são brancas e dão origem a pequenos frutos ovóides ou periformes (em forma de peras).O sabor dos frutos do anis é quente, aromático e marcadamente doce. Popularmente é conhecido como Erva Doce. 
Indicações e Usos: A essência do anis é utilizada na fabricação de licores, de confeitos e de medicamentos, para melhorar o sabor de alguns remédios. Na medicina popular, utilizam-se principalmente as sementes. Elas são estimulantes da digestão e da produção de leite. Tem propriedades antiespasmódicas, carminativas (combate os gases intestinais), diuréticas e expectorantes. Acalma excitações nervosas e insônia. Age contra as cólicas dos recém-nascidos. O chá estimula as secreções lácteas, salivares e gástricas, beneficiando, conseqüentemente, a lactação, a higiene bucal e a digestão. A erva doce é benéfica para mulheres grávidas, pois alivia mal-estar e enjôos. A erva doce já era cultivada pelos egípcios em 1500 AC para uso como alimento, bebida e remédio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário