quarta-feira, 5 de agosto de 2015

CULTIVO DA PETUNIA

petunia

Existem atualmente cinco classes de petúnias: grandiflora simplesgrandiflora duplamultiflora simplesmultiflora dupla e as floribunda, que é um cruzamento entre as multifloras simples e as grandifloras simples, combinando as grandes flores da segunda com o hábito de crescimento robusto das primeiras. A propagação é em geral por sementes, porém alguns híbridos são propagados comercialmente por estaquia.
A petúnia tem de 9300 a 10.000 sementes por grama.

cultivo da petunia


Produção da muda:

Germinação:

Fase 1: A radícula desponta em 3 ou 4 dias e a germinação se completa em 7 a 10 dias em uma temperatura entre 22º - 24ºC. Até o final desta fase, as raízes das plantas devem estar com 0,6 cm de comprimento e o cotilédone deve ter começado a surgir. O valor de pH recomendado para o substrato é entre 5,8 e 6,2 e a salinidade <>-1 (extrato 1:2). Deve-se semear e manter o substrato em capacidade de recipiente. As sementes podem ser cobertas com uma leve camada de vermiculita para manter os níveis de umidade. Pode-se cobrir a bandeja de germinação com um filme plástico, porém deve-se ter cuidado com o excesso de temperatura se houver exposição direta ao sol. A luz, entre 100 –1000 lux, é necessária para um bom stand de germinação, podendo ser complementada com iluminação artificial.
Fase 2: Até o final deste estágio, as raízes devem ter de 1,25 cm a 2 cm de comprimento. As primeiras folhas reais estão começando a surgir. Deve-se reduzir os níveis de umidade, estimulando a raiz a penetrar no substrato. Este deve ser úmido ao toque, mas não saturado. a temperatura ideal é mais baixa que na fase 1, entre 18º - 20ºC e a luminosidade aumentada, podendo se complementar com 4.000 lux para 14 horas diárias, promovendo o florescimento precoce. Nessa fase recomenda-se o início de adubações semanais com 50 a 100 mg L-1 de nitrogênio e potássio, mantendo se a salinidade do substrato entre 0,5 e 0,7 dSm-1 (extrato 1:2). Pode-se alternar entre um fertilizante com nitrogênio amoniacal e um fertilizante com nitrogênio nítrico, observando-se que o N-amônio promoverá um maior (e mais tenro) desenvolvimento das folhas. Havendo baixas temperaturas, não utilizar fertilizantes com nitrogênio amoniacal.
Fase 3: Até o final da terceira fase, as raízes devem ter acima de 2,5 cm de comprimento, com boa ramificação, e 2 a 3 folhas reais. O manejo da irrigação é crítico nessa fase. Produzir uma petúnia de alta qualidade depende de um cuidadoso gerenciamento da água.
A fertirigação deve ser mantida, e para prevenir estiramento pode-se reduzir o nitrogênio na forma amoniacal. Uma ótima quantidade de luz é essencial para se evitar mudas estioladas, não excedendo-se porém os 35.000 lux. Uma iluminação suplementar de 4500 a 7000 lux, para um dia de 18 horas induzirá um florescimento precoce.
Em casos de pouca luminosidade e condições que favoreçam o estiolamento das mudas, pode-se utilizar duas aplicações de B-Nine (daminozide 500 gL-1) de 3,5 a 5,0 g L-1 ou três aplicações de 2,5 g L-1 a cada 7 a 10 dias, a partir de duas semanas da germinação (fase 1), depois das primeiras folhas reais terem aparecido. Petúnias respondem também à temperaturas noturnas maiores que diurnas (DIF), Bonzi (paclobutrazul) e Sumagic.

Repicagem:

A repicagem ou transplante para a embalagem de venda deve ser feito cedo, quando as plantas têm duas a três folhas verdadeiras, em torno de duas semanas após a germinação. Condicione as plantas antes da repicagem através de ciclos de substrato seco/molhado.Se for feita a semeadura em plug (células individuais), ao final deste estágio o sistema de raízes deve ter alcançado o fundo do plug e os brotos devem ter de três a quatro folhas. A temperatura do substrato ideal está entre 16 e 18ºC. Temperaturas abaixo de 14ºC atrasarão o início da floração.

daniel5_clip_image002

Desenvolvimento:

As petúnias crescem melhor a pleno sol, em um substrato leve e bem drenado. O valor de pH do substrato deve ficar entre 5,8 e 6,2. As folhas superiores amareladas, podem indicar deficiência em ferro quando o pH for maior que 6,6. Após a repicagem, as petúnias requerem temperaturas maiores que 13ºC à noite nas seis primeiras semanas para iniciar o desenvolvimento dos botões. Depois de seu surgimento, as temperaturas noturnas podem ser reduzidas para 10ºC para estimular uma base ramificada e compacta. A intensidade luminosa alta reduz o tempo necessário para florescimento em temperaturas baixas, e produz plantas mais compactas e ramificadas. A salinidade do substrato, considerando a condutividade elétrica (CE) em extrato 1:2, deve ficar em torno de 0,8 dS m-1. As petúnias são exigentes em boro. Sua deficiência provoca a morte das brotações novas e ausência de flores. Um cuidado na manutenção do pH do substrato dentro da faixa recomendada auxilia na manutenção de um nível adequado desse nutriente.
As petúnias precisam de dias longos para florescer rapidamente. Para antecipar a formação dos botões, sob dias curtos, estender a duração do dia para 13 horas. Sob dias longos, com baixas condições de luz; pode ser necessária iluminação suplementar de 4500 a 7000 lux..
A aplicação de reguladores de crescimento, como o B-Nine (2,5 a 5,0 g L-1), podem ser feitas antes dos botões estarem visíveis. Aplicações tardias, distorcerão a cor e o tamanho das flores.’

A08replantio

Programação da Produção:

A programação para petúnias irá variar, dependendo da estação e do clima, nos quais as plantas são desenvolvidas. Uma muda pode ser produzida em 8 a 10 semanas, havendo variações de acordo com as variedades dentro da mesma época do ano. As petúnias são plantas não abrigatórias de dias longos; irão florescer tanto com dias curtos como com dias longos, porém florescerão mais cedo com dias longos. Por ser uma planta moderadamente resistente ao frio, as petúnias podem ser a primeira espécie a ser vendidas no final do inverno, antes das impatiens e begônias.


img
Petúnia Simples
Petunia hybrida
Petunia
Nome Científico: Petunia hybrida.
Nome Comum: Petunia.
Nomes Populares: Petunia.
Família: Solanaceae.
Origem: América do Sul.

Descrição: A Petunia é uma planta herbácea, perene, cultivada como anual, possui caule cilíndrico, de cor verde claro a verde médio, com pilosidades, assim como as folhas. As folhas são ovaladas, pequenas e macias, de cor verde a verde claro. As flores são simples, em forma de trompeta, de tamanho médio a grande (consoante variedade), vistosas e delicadas e podem assumir variadíssimas tonalidades e combinações, desde o branco, rosa, azul, roxo, vermelho, podendo também ser listadas. Esta espécie tem sido assunto de intensos melhoramentos e seleções ao longo dos tempos. Resistente ao calor e á botrytis. Recuperam rapidamente depois das chuvadas.
Sementeira: Em local definitivo entre Março e Junho ou em estufa ou estufim entre Janeiro e Abril. A semente não necessita de ser coberta mas uma fina camada de de vermiculite pode ser benéfica caso não se possa controlar convenientemente a umidade durante a germinação.
Transplantação: Primavera, espaçamento entre plantas de 30-45 cm.
Situação: Sol, locais abrigados do vento.
Solos: As Petunias preferem solos moderadamente secos, bem drenados e férteis.
Temperatura: Temperado a temperado-quente.
Rega: Quando solo estiver seco.
Adubação: Todos os meses até atingir a plena floração. Adubar as de vaso a cada 2 semanas.
Crescimento: Rápido.
Pragas e Doenças: Afídeos, tripes, algumas lagartas de lepidopteros, podridão radicular.
Multiplicação: Sementes ou estacas caulinares (Verão).
Floração: Junho a Outubro.
Colheita: Colher as flores secas para prolongar a floração.
Utilização: canteiros, maciços, bordaduras, vasos e floreiras.
Autor: André M. P. Vasconcelos (Engenheiro Agrónomo)
Outras Sementes de Plantas ou Flores Aromáticas
* Planta de flor comestível ou com pétalas ou flores comestíveis! 
--> As pétalas têm um sabor floral suave e as flores são geralmente usadas como guarnição. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário