terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Cultivo do Cerefólio (Anthriscus cerefolium)


O cerefólio (Anthriscus cerefolium), também chamado de cerefolho, é uma erva aromática que pode ser usada da mesma forma que a salsa ou salsinha, sendo muito utilizada na culinária francesa. A planta inteira pode ser consumida, incluindo raízes, flores e sementes, porém as folhas são a parte mais utilizada. Planta anual que atinge até 70 cm de altura, suas flores brancas surgem em umbelas.

Clima

O cerefólio cresce melhor com temperaturas entre 4°C e 24°C, embora possa suportar temperaturas negativas. Esta erva floresce precocemente se cultivada quando o clima está quente.

Luminosidade

Cultive preferencialmente em sombra parcial.

Flores do cerefólio

Solo

Cultive em solo bem drenado, fértil, rico em matéria orgânica, com pH entre 6 e 7. No entanto, esta planta pode tolerar bem uma ampla faixa de pH do solo.

Irrigação

Irrigue de forma a manter o solo úmido, mas sem que fique encharcado.

Plantio

As sementes geralmente levam de 1 a 3 semanas para germinar. Deixar as sementes de molho em água por um dia pode apressar a germinação. As sementes devem ser semeadas no local definitivo, pois as mudas de cerefólio normalmente não suportam bem o transplante. Deixe as sementes no solo a não mais do que 0,5 cm de profundidade.
O cerefólio pode ser cultivado em vasos e jardineiras, desde que tenham pelo menos 20 cm de largura e 30 cm de altura.

Tratos culturais

Retire as plantas invasoras que estejam concorrendo por nutrientes e recursos.
A seiva da planta, em contato com a pele, pode provocar fotofitodermatose, assim use luvas para proteger as mãos quando estiver cortando a planta, especialmente em dias ensolarados.

As folhas do cerefólio devem ser colhidas antes da floração, pois se tornam amargas quando a planta está florindo

Colheita

Colha as folhas mais externas individualmente quando necessário a partir de 30 ou 40 dias do plantio, ou corte a planta toda entre 60 e 90 dias, antes que a planta comece a florescer.

CEREFÓLIO (PLANTAS CURAM)

Anthriscus cerefolium

Descrição : Planta da família das Apiaceae, também conhecida como cerefolho. É uma erva anual, com haste estirada, parecida com salsa aristocrática; por essa razão, é frequentemente chamada de rainha das salsas.
Suas folhas são duplamente compostas parecidas com as da samambaia, as pínulas recortadas em colmilhos. Inflorescência em umbelas opositifólias.
O cerefólio tem um crescimento lento, chegando a 25 ou 30 metros de altura. Empregado como condimento, conhecido pelos cozinheiros do mundo todo como um bom tempero para molhos, saladas e sopas, o cerefólio pode ser usado fresco para proporcionar o máximo de aroma.
Como ele perde o cheiro e a cor ao ser cozido, deve sempre ser o último ingrediente a ser colocado na panela. Nos Estados Unidos, o cerefólio é mais conhecido por suas qualidades culinárias do que pelo uso medicinal. Por isso é chamada de a rainha das salsas.
Parte utilizada: Folhas, sementes.
Plantio : É resistente ao frio do inverno e pode ser plantado também no outono, se não formar sementes.
Princípios Ativos: Ácido petroselínico, apina, metil-chavicol, óleos essenciais, podofilotoxina e sais minerais (potássio).
Propriedades medicinais: Analgésica, anti-inflamatória, depurativa, digestiva, diurética, hidratante.
Indicações: Aumentar o leite materno, bexiga, congestão no fígado, problemas nos rins, cálculos renais e biliares, cólicas, problemas digestivos, coágulos sanguíneos, contusões musculares, diabete, enfermidades nervosas, febre dos tísicos, gota, hemorróidas, histerismo, inflamação nos olhos e seios, purificar o sangue.
Para todos esses fins deve ser ingerido cru, salpido no pão ou sobre os alimentos cozidos.
As folhas frescas, maceradas e colocadas diretamente sobre uma contusão, oferecem alívio imediato para a dor.
Na França e na Itália os herboristas o empregam para limpar o fígado e os rins, para ajudar a dissolver pedras, melhorar cólicas e outros problemas digestivos, além de dissolver coágulos sanguíneos.
Contraindicações/cuidados: Podem ocorrer reações alérgicas em pessoas sensíveis.
Modo de usar:
- Sementes por infusão;
- Cataplasma das folhas: inflamações dos olhos;
- Vapor do cozimento: hemorróidas;
- Cataplasma das folhas frescas machucadas: desinflamar o seio e fazer soltar o leite;
- Decocção de 20 g de folhas frescas e sementes em um litro de água. Tomar quatro xícaras ao dia: aumenta a secreção do leite;
- Suco das folhas: asma, enfermidades da pele, impureza do sangue, febre dos tísicos. Tomar uma colher de sopa, três vezes ao dia.

Um comentário:

  1. Bom saber. Quando eu for em alguma flora aqui próximo de casa vou procurar para comprar uma muda deste cerefólio.

    ResponderExcluir